O E-Commerce é um conceito extensível a qualquer tipo de negócio ou transação comercial que implique a transferência de informação através da Internet. O comércio eletrónico é atualmente um dos mais importantes fenómenos da Internet em ascensão, sendo que possibilita aos consumidores efetuarem a transação bens e serviços eletronicamente sem barreiras de tempo ou distância.

Acreditamos que brevemente as fronteiras entre comércio “convencional” e o comércio “eletrónico” tenderão a diminuir. São cada vez mais as empresas a utilizar o comércio eletrónico como forma de colocar os seus produtos e serviços no mercado.

O comércio eletrónico surge como um aditivo ao modelo de negócio convencional, ajudando a impulsionar as vendas e a alcançar um público diferente. É ainda considerado uma ferramenta de marketing na divulgação de marcas e dos produtos e serviços associados.

 

Quais os tipos de e-commerce?

Existem 3 tipos de comércio eletrónico com objetivos de negócio diferentes. Em que cada um tem de ter uma estratégia adequada para conseguir alcançar os objetivos traçados pela empresa.

  • Business to Business (B2B): Corresponde à comercialização de produtos ou serviços de uma empresa para outras empresas. Este tipo de comércio eletrónico, realiza-se para vendas por grosso. Por norma, é comum serem pedidas credenciais para ter acesso ao catálogo de produtos.
  • Business to Customer (B2C): Diz respeito à comercialização de produtos ou serviços de uma empresa para o consumidor final. Aliás, é o tipo de comércio eletrónico mais parecido com o comércio tradicional e é onde estão inseridas as vendas a retalho.
  • Business to Government (B2G): Associa-se à comercialização de produtos ou serviços de uma empresa para o Governo. Este tipo de E-Commerce surgiu recentemente e está com um crescimento acentuado. Uma vez que se trata de aquisição de bens ou serviços por parte do Estado e que, o dinheiro utilizado é dos cidadãos, o Governo tem de analisar qual a melhor opção. Desta forma, as empresas que tenham websites destinados à compra pelo governo, têm de corresponder a determinadas regras.

 

Quais as vantagens do E-Commerce para as Empresas?

  • Canal de vendas dinâmico, versátil e personalizado;
  • Exploração de novas oportunidades de negócios;
  • Eliminação das barreiras de localização e tempo;
  • Automatização do sistema de vendas;
  • Facilidade na transmissão de informações sobre os produtos e marca;
  • Reduzido custo operacional;
  • Facilidade de acesso aos produtos.

 

Pontos essenciais que deve ter em consideração numa solução de E-Commerce:

  • As informações de contacto devem estar presentes e em local bem visível;
  • A informação de cada produto deve ser clara e objetiva;
  • Devem evitar-se pop-ups, tentativas de captação de e-mails entre outras técnicas de marketing mais agressivas;
  • A informação sobre o preço deve incluir todas as taxas e custos inerentes à compra de forma a não causar dúvida ao consumidor;
  • Em termos de pagamento e por questões de segurança para ambas as partes, deve-se evitar a utilização de cartões de crédito. Assim, o recurso a métodos de pagamento como o Paypal ou similares torna-se fundamental;
  • O catálogo de produtos deve estar atualizado;
  • Deve ser implementado um sistema de gestão de stocks que permita uma atualização automática dos stocks disponibilizados na plataforma de vendas online.

O E-Commerce não deve ser o único meio de contacto com os clientes. Devem ser utilizados outros meios na divulgação dos produtos e serviços prestados. Deve encarar o E-commerce como mais uma ferramenta entre muitas que estreita o relacionamento com o cliente.

 

O E-Commerce em Portugal

Em Portugal, o crescimento do E-Commerce está a acontecer de uma forma menos acelerada do que no resto da Europa. Em contraste com a União Europeia, o número de compras online em Portugal é de apenas 44,8%, muito abaixo do número médio da União Europeia que é de 72%, de acordo com os dados da Associação da Economia Digital em Portugal (ACEP).

No ano de 2025 estima-se que as compras online em Portugal irão contabilizar os 8,9 milhões de euros. Desta forma, é importante preparar caminho para o referido aumento e não nos podemos esquecer que, a criação de uma plataforma de E-Commerce facilita a presença da empresa no mercado internacional.